Romeu Zema participa de abertura da Feira de Móveis de Minas Gerais em Ubá, na Zona da Mata
Governador também se reuniu com empresários e entregou placa que confere à cidade título de “Capital Estadual da Indústria Moveleira”
Publicado: 21/01/2020 13:46 | Atualizado: 07/02/2020 12:34
Foto: Pedro Gontijo / Imprensa MG Foto: Pedro Gontijo / Imprensa MG

O governador Romeu Zema participou, nesta segunda-feira (20/1), da abertura da 14ª edição da Feira de Móveis de Minas Gerais (Femur), em Ubá, na Zona da Mata, e entregou ao município a placa que confere o título de “Capital Estadual da Indústria Moveleira”. Durante a agenda, que representa o primeiro “Giro pelo Estado" de 2020, Zema também se reuniu com empresários da região para discutir as demandas e necessidades dos diferentes setores produtivos e fez uma visita à fábrica Itatiaia.

A Femur, realizada pelo Sindicato Intermunicipal da Indústrias do Mobiliário de Ubá (Intersind), reúne 83 expositores, com lançamentos e tendências do mercado de móveis do país. Na edição passada do evento, em 2018, a feira gerou cerca de R$ 300 milhões em negócios, evidenciando a produção do polo moveleiro de Ubá, que agrupa outros sete municípios: Guidoval, Piraúba, Rio Pomba, Rodeiro, São Geraldo, Tocantins e Visconde do Rio Branco.

Romeu Zema destacou a importância de conceder a nomeação de “Capital Estadual da Indústria Moveleira” à cidade de Ubá, reconhecendo a importância da produção local no mercado brasileiro e atraindo mais investimentos para a região.

“Eu diria que aquilo que nós fizemos foi simplesmente declarar o que já existia. Fico muito satisfeito de ter acontecido no meu governo e esse título vem reforçar a importância desta atividade que gera tantos empregos em Minas, principalmente aqui na região de Ubá. Enxergamos um potencial enorme e queremos que Minas ganhe mais mercado no Brasil. O estado pode ser mais competitivo, e é o que o nosso governo está fazendo, visando também a aumentar a exportação”, afirmou.

O governador também frisou que uma das principais ações da gestão é a simplificação tributária, que fomentará investimentos no Estado.

“Nós temos simplificado a legislação no sentido de reduzir o trabalho que os empreendedores têm. Temos reduzido a complexidade, a prestação de contas, muitos documentos deixaram de existir. Estamos agilizando as licenças ambientais, porque tudo isso impedia que o empreendedor tivesse acesso a linhas de crédito e pudesse expandir sua indústria. O nosso governo está junto com o setor privado, com quem investe e gera empregos”, disse.

Valorização

O presidente do Intersid, Áureo Calçado Barbosa, enalteceu o apoio do governador ao empresariado local.

“É a primeira vez que recebemos um governador na Femur, um momento histórico que marcará pra sempre. Como prometeu em campanha, Romeu Zema mostrou que é possível corrigir erros acumulados ao longo de décadas e mudar o rumo das coisas, por mais obscuras que elas tenham sido deixadas no passado”, afirmou.

O prefeito de Ubá, Edson Teixeira Filho, se disse esperançoso de que o setor moveleiro ajudará o Brasil a retomar o desenvolvimento econômico. Ele também reconheceu o esforço da atual gestão para regularizar os repasses aos municípios e ajudar na recuperação da economia local.

“O Brasil precisa de pessoas que acreditem mais e o empresário de Ubá acredita. Os municípios passam por dificuldades por causa da retenção de recursos, e tínhamos dúvidas sobre como o governador se portaria após a posse. A partir do segundo mês de 2019 os repasses voltaram ao normal e o governo se dispôs a fazer um acordo para regularizar repasses, inclusive da gestão anterior. Temos absoluta certeza de que o acordo continuará sendo cumprido. A convicção de que ele quer resolver é o que nos anima a continuar trabalhando e cuidando das cidades”, explicou.

O projeto que torna Ubá “Capital Estadual da Indústria Moveleira” é fruto da Lei estadual 23.549/2020, sancionada pelo governador Romeu Zema. A proposta foi apresentada pelo deputado Coronel Henrique (PSL), que também estava presente na cerimônia. 

“É o primeiro passo de várias estratégias que estamos conversando em conjunto com o setor produtivo de Ubá. A cidade ganha ainda mais protagonismo e a demonstração inequívoca disso é a presença do chefe do Executivo aqui no município. Aqueles que geram emprego e renda estão sendo reconhecidos pelo governo federal e pelo estadual”, disse o deputado.

Também participaram da solenidade o secretário de Estado adjunto de Desenvolvimento Econômico (Sede), Fernando Passalio; o deputado federal Charles Evangelista; a deputada estadual Delegada Sheila; o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe; entre outras autoridades.

Apae

Romeu Zema também visitou a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Ubá, que atende mais de 500 pessoas de 20 municípios da região. O governador assistiu a uma apresentação do coral de crianças e adolescentes atendidos pela instituição, conheceu as instalações e doou parte do seu salário para a associação, conforme vem fazendo nos últimos meses.