Governo de Minas concede Selo de Anuência Prévia e viabiliza a construção da Arena do Galo
Ação realizada pela Agência RMBH libera emissão de alvará pela prefeitura
Publicado: 01/09/2020 11:24 | Atualizado: 01/09/2020 11:24
Foto: Divulgação Sede Foto: Divulgação Sede

Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana de Belo Horizonte (Agência RMBH), por meio da Diretoria de Regulação Metropolitana, concluiu o exame e emitiu o selo de anuência prévia metropolitana para a área em que será construída a Arena do Clube Atlético Mineiro. A documentação permite o prosseguimento da obra do estádio, que estará localizado na região Noroeste de Belo Horizonte.

A documentação foi entregue, na tarde dessa segunda-feira (31/8), em uma reunião que contou com a presença da diretora-geral da Agência RMBH, Mila B. Leite Corrêa da Costa, do diretor de Regulação Metropolitana, Elvis Gaia, da gerente de Apoio à Ordenação Territorial, Glória Pinheiro, e da arquiteta, Silvia Gramiscelli. Representando os empreendedores estiveram presentes, o arquiteto responsável, Glauco Santiago, e o CEO da construtora MRV, Bruno Muzzi. Na ocasião, também participaram da entrega, o secretário-adjunto da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (Sede), Fernando Passalio, e o secretário-geral do Estado de Minas Gerais, Mateus Simões.

Em dezembro de 2019, a Arena do Galo obteve a Licença de Instalação (LI), em reunião realizada pelo Conselho Municipal de Meio Ambiente (Comam). Em 20 de abril deste ano, as obras foram iniciadas. Para a etapa de edificação, era preciso o alvará da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) e o selo de anuência do Estado.

O diretor de Regulação Metropolitana, Elvis Gaia, ressaltou a importância da análise técnica da Agência Metropolitana, pois o novo Estádio terá uma abrangência regional. “A emissão da anuência metropolitana permite que o estádio seja definitivamente implantado, mediante aprovação do reparcelamento do solo e de um novo planejamento urbano para a ocupação do entorno”, disse Gaia.  

A Agência RMBH analisa e emite o selo de anuência prévia em todos os projetos de parcelamento de solo localizados na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A análise pela equipe técnica da autoridade metropolitana busca propiciar o crescimento ordenado da capital mineira e região, de modo a evitar distorções no território e propiciar a qualificação do espaço urbano.

A diretora-geral da Agência, Mila Corrêa da Costa, destaca o trabalho realizado pela ARMBH. “A Agência, no planejamento da RMBH, sempre priorizou, com rigor técnico e excelência, a governança do uso do solo e do espaço metropolitano, um dos 12 eixos temáticos de atuação da autarquia, aliado à primazia da eficiência para o desenvolvimento territorial estratégico.

 

Arena MRV

A Arena MRV será um estádio de futebol localizado no bairro Califórnia, região Noroeste de Belo Horizonte. Pertencerá ao Clube Atlético Mineiro, que mandará seus jogos no local.  A obra terá capacidade para 46 mil torcedores. De acordo com os responsáveis, o estádio do Atlético será multiuso e contará com 40 bares, 68 camarotes e 2.400 vagas de estacionamento. A data de inauguração está programada para 2022.

O secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio, destacou a importância do empreendimento para o desenvolvimento local. “Esse foi mais um importante passo para viabilizarmos mais um projeto para Belo Horizonte. Muito mais que um espaço para eventos, a Arena MRV representa uma entrega importante para o setor de turismo e serviços, alavancando ainda mais a economia por meio da busca geração de emprego e renda”, disse.

O secretário-geral, Mateus Simões, que acompanhou a entrega do Selo de Anuência destacou o impacto positivo gerado pela construção do empreendimento. "A concessão da anuência prévia foi mais um importante passo na viabilização da Arena MRV, um empreendimento que vai gerar emprego, atrair investimentos e reconfigurar o espaço urbano da região. A atuação da Agência Metropolitana garantiu celeridade na aprovação, seguindo o compromisso do Governo de facilitar o ambiente do estado para investimentos.”