Governo Zema quita dívida da ARMVA deixada por gestão anterior
Acerto orçamentário possibilitou o pagamento total de todos os credores
Publicado: 25/06/2021 16:05 | Atualizado: 25/06/2021 20:39
Foto divulgação ARMVA Foto divulgação ARMVA

Com medidas de austeridade e priorização no equilíbrio da balança fiscal do Estado de Minas Gerais, o Governo Zema desde 2019 realiza reajustes financeiros e quitações de dívidas provenientes da administração anterior. Antes de findar o primeiro semestre deste ano, com o aumento da eficiência de gestão, a Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço – ARMVA quitou integralmente as dívidas herdadas, mesmo em um cenário econômico ainda conturbado.

No início de 2019, a dívida da ARMVA deixada pelo Governo Pimentel era da ordem de R$ 1,5 milhão. Seguindo as diretrizes do governador de Minas, Romeu Zema, a autarquia realizou redução das despesas internas em 53% em 2019 e, devido à pandemia, mais reajustes foram realizados em 2020. O acerto orçamentário foi feito sem comprometer ou diminuir a qualidade do serviço prestado à população e possibilitou o pagamento total de todos os credores.

O diretor-geral da ARMVA, João Luiz Teixeira Andrade, ressalta a relevância da quitação das dívidas e dos benefícios que o reajuste fiscal traz para a sociedade. “Já no primeiro mês de governo, em 2019, antes mesmo de minha nomeação como diretor-geral da ARMVA, o governador Romeu Zema já definia como diretrizes austeridade e eficiência. Foi o que fizemos. Em 2019, conseguimos um resultado espetacular com a redução de 53% das despesas da autarquia e criando condições de gerirmos um caixa positivo. A pandemia trouxe novos desafios em 2020, e também mais cortes nas despesas. Como já dizia nosso vice-governador quando esteve aqui na região em março/2019 “pagar as contas em dia é a primeira obrigação de qualquer governo”, isso tem sido feito por aqui! E não posso deixar de registrar que todo o equilíbrio das contas da autarquia foi feito com ampliação e diversificação dos serviços ofertados, a partir de uma reestruturação interna com foco em eficiência”, destaca João Luiz.

Além da amortização completa das dívidas geradas pela gestão passada, atualmente a ARMVA possui apenas uma pendência de menos de R$ 9 mil, que por questões contratuais impossibilitam a sua quitação.