Semana de empreendedorismo destaca resultados do Vuei
Projeto com ênfase no público universitário impactou 65 mil pessoas na 1ª rodada
Publicado: 13/07/2021 09:04 | Atualizado: 13/07/2021 09:06
Foto: Divulgação Sede Foto: Divulgação Sede

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede) celebra o final da primeira rodada da Vivência Universitária em Empreendedorismo e Inovação (Vuei). O projeto é uma execução da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, por meio da Diretoria de Indústria Criativa e Formação Empreendedora, e busca aproximar o mercado da academia, fortalecendo os ecossistemas de inovação e os eixos universitários.

Os resultados da etapa, que começou em setembro do ano passado, estão sendo apresentados durante a Semana Mineira de Educação Empreendedora e Inovação (Semeei), que segue até o dia 15/7. O evento reúne as iniciativas de educação empreendedora e inovação, mostrando a trajetória de implementação das ações, além de destacar as iniciativas de impacto executadas pelos times das Instituições de Ensino Superior (IES) participantes do Vuei. Na oportunidade, também será divulgada a próxima rodada e seus parceiros.

“É muito importante fortalecer o ecossistema de empreendedorismo mineiro. A riqueza universitária contribui para novas ideias, projetos e produtos. A iniciativa do programa do Governo de Minas busca oportunidades para o fomento do desenvolvimento econômico do nosso estado”, destacou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio.

Conexões e oportunidades

O primeiro dia de atividades da Semana Mineira de Educação Empreendedora e Inovação foi movimentada. O painel “Cases de sucesso em empreendedorismo e inovação” trouxe um bate-papo descontraído sobre as histórias de quem realmente construiu uma empresa, dos problemas enfrentados e das lições aprendidas. O objetivo foi compartilhar com os alunos experiências e dar luz à novos horizontes.

O Vuei selecionou, capacitou e times de professores e alunos em campus universitários que criaram hackthons, pré-acelerações, disciplinas, ligas, formações transversais, entre outras iniciativas de fomento ao empreendedorismo e inovação nas Instituições de Ensino Superior (IES).

Para a diretora de Indústria Criativa e Formação Empreendedora da Sede, Luiza Freire, mesmo em um contexto de pandemia e adequação das IES ao ensino remoto, o impacto do projeto nos ecossistemas locais foi excelente. Nesta primeira rodada, 154 alunos e 93 professores de 16 faculdades e 22 campis universitários executaram 207 ações em 19 municípios, impactando 64.429 pessoas. “Esse resultado nos mostra a importância do fortalecimento da conexão entre as IES e o mercado, bem como o trabalho de desenvolvimento norteado pelo empreendedorismo e a inovação. Encerramos esse ciclo com o sentimento de dever cumprido. Tenho a certeza de que os professores e alunos acenderam uma chama que não irá se apagar”, afirma Luiza.

O professor Natã Goulart, da Universidade Federal de São João Del Rei, campus Alto Paraopeba destacou a importância do projeto. “O Vuei contribuiu com o incentivo e capacitações que permitiram alavancar iniciativas já iniciadas em nosso campus. A equipe do Vuei sempre pronta a nos ajudar permitiu o amadurecimento da equipe e a abertura de novas frentes de atuação com a disponibilização de mentorias dentro do campus para os alunos e intermediar a conexão entre a academia e o mercado”, disse.

Programação

13/7 (terça-feira) 14h

Ensino de empreendedorismo

Um espaço aberto dedicado ao debate e reflexão sobre o ensino de empreendedorismo, sobretudo no ensino superior. Qual é a realidade do ensino do empreendedorismo em nosso país? O que, quando e como ensinar? Essa importante discussão suscita trazer à cena do debate as estratégias didático-pedagógicas, a sala de aula, a perspectiva de futuro dos alunos, o papel de docentes e discentes.

Fuck’up Day 17h

Seja empreendedor ou gestor de programas, a jornada não é sobre não cometer erros, mas sobre o que fazemos com eles. O Fuckup Day é um evento para sentir e festejar os fracassos que fazem parte da jornada empreendedora. Na dinâmica do Fuckup, serão colocados o fracasso e as vulnerabilidades no centro da conversa. A regra é falar do fracasso e somente do fracasso. O que rolou, como nos sentimos e como agir quando as “zicas” acontecem.

14/7 (quarta-feira) 17h

Carreiras e empresas inovadoras

Uma mesa redonda com gestores de RH, vai debater sobre como é trabalhar em empresas inovadoras, como funcionam os processos seletivos e o que não pode faltar na vida dos universitários para ficarem por dentro das oportunidades.

15/7 (quinta-feira) 17h

Evento final

Momento de encerramento da primeira edição do projeto. Será apresentada a trajetória de implementação das ações, além de reconhecimento do trabalho dos atores, parceiros, times, instituições que se destacaram.

 

Ainda é possível se inscrever no evento. Confira. O evento é todo gratuito, e emite certificado de participação.