Idene e Indi formalizam cooperação inédita para atração de investimentos para o Norte e Nordeste de Minas
A união de autarquias do próprio Estado surge para transformar a realidade de municípios que esperam por investimentos capazes de mitigar os problemas econômicos e sociais
Publicado: 03/08/2021 15:21
Foto: Nathália Moreira / Sede Foto: Nathália Moreira / Sede

Minas Gerais vem se consolidando com um dos estados mais atrativos para receber investimentos em razão de uma série de medidas adotadas pelo governo Romeu Zema, inclusive com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede) e outras simplificando processos e consolidando a confiança do empresariado. Para incrementar a atração de investimentos na área de abrangência do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene), um acordo inédito de cooperação técnica com o Instituto de Desenvolvimento Integrado de Minas Gerais (Indi) foi formalizado nesta terça-feira (3/8), em Montes Claros.

A solenidade de assinatura dessa parceria estabelecida ocorreu em reunião com a União das Entidades na presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Fernando Passalio; do diretor-geral do Idene, Nilson Borges; do diretor de atração de investimentos do Indi, Ronaldo Barquette. A proposta visa integrar esforços, troca de informações e unificação de atividades de desenvolvimento econômico e social para atração de investimentos. Entre uma série de ações previstas, haverá pelo Indi, capacitação e treinamento dos servidores do Idene, trabalho conjunto nas negociações para despertar e atrair empresas, mostrando as potencialidades da região. O acordo de cooperação técnica tem duração de 20 meses, podendo ser prorrogado por até 60 meses. 

O secretário Fernando Passalio ressaltou uma série de mudanças realizadas com o objetivo de abrir o estado aos investimentos. “Em 30 meses de governo Romeu Zema foi possível alcançar R$128 bilhões para novos empreendimentos ou para ampliar a capacidade dos que já existem em diversas áreas. O Indi está descentralizando a sua atuação e esse acordo de cooperação com o Idene vai ser fundamental a essa região”, afirmou Passalio. 

O subsecretário da Sede e diretor-geral do Idene, Nilson Borges, exaltou a União das Entidades como imprescindível ao desenvolvimento da região. Lembrou a importância da expansão da área da Sudene integrando os municípios do Leste e assegurando que não vai haver retirada de recursos do Norte, mas traz fortalecimento.  “Estarmos juntos com a Sede nessa empreitada de desenvolvimento econômico e social é fundamental e essa união com o Indi e com a Adenor formalizada hoje vai trazer muitos ganhos à região”, observou Borges. 

“A oficialização da parceria entre o Indi e o Idene trará muitos benefícios para o desenvolvimento econômico da região, uma vez que dará capilaridade ao trabalho de atração de investimentos produtivos e poderá aproveitar melhor as grandes oportunidades existentes”, declarou o diretor de atração de investimentos do Indi, Ronaldo Barquette.  

Atuação do Idene

O Idene trabalha uma série de projetos de desenvolvimento econômico e social, segurança hídrica e infraestrutura. Todos eles estão contidos no Plano de Desenvolvimento Integrado do Norte e Nordeste de Minas Gerais, lançado no mês de maio pelo governador Romeu Zema. O instituto integra 258 municípios das regiões Norte, vales do Jequitinhonha, Mucuri e Rio Doce, bem como alguns poucos municípios da região Central e do Noroeste do estado. 

Idene, Adenor e Fundetec assinam protocolo 

Também foi assinado protocolo preliminar de intenções entre o Idene, Adenor e a Fundetec (Fundação de Desenvolvimento, Científico e Tecnológico). O documento prevê uma parceria em que o Idene utilize o espaço do Centro de Tecnologia e Inovação em Energias Renováveis, no distrito industrial de Montes Claros, para capacitação em diversas áreas. Nesse protocolo assinaram o diretor-geral do Idene, Nilson Borges e o presidente da Agência de Desenvolvimento da Região Norte de Minas Gerais, Alexandre Pires Ramos.

Força e União pelo Norte

A União das Entidades integra a Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Montes Claros, Câmara de Dirigentes Lojistas de Montes Claros (CDL), Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg/Regional Norte), Conselho de Desenvolvimento Sustentável de Montes Claros (Codemc), Agência de Desenvolvimento da Região Norte de Minas Gerais (Adenor), Sociedade Rural, Conselho de Veneráveis do Norte de Minas, Sindicato Rural, Fundação de Desenvolvimento Científico, Tecnológico e Inovação do Norte de Minas, Sindicato do Comércio Varejista, Sindicato Intermunicipal das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas de Material Elétrico, Eletrônica e Similares do Norte de Minas, Sindicato das Indústrias de Vestuário do Norte de Minas, Sindicato das Indústrias da Panificação do Norte de Minas, e o Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Norte de Minas.