Pesquisas dão uso a efluentes
Parceria da Unimontes e Fapemig comprova que resíduos pós-tratamento podem ser bem aproveitados na agricultura
Publicado: 09/12/2015 09:43 | Atualizado: 09/12/2015 14:43
Divulgação: Ronaldo Rosa / Embrapa Divulgação: Ronaldo Rosa / Embrapa

Os efluentes do tratamento de esgoto sanitário têm bom aproveitamento na agricultura e servem, ao mesmo tempo, para irrigar e adubar as plantas. Isso é o que demonstram experimentos desenvolvidos pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) no âmbito do curso de Agronomia, ministrado no Campus de Janaúba. As pesquisas são coordenadas pelo professor Silvânio Rodrigues dos Santos, da disciplina “Manejo da Irrigação e Drenagem”, com a participação de acadêmicos e conta com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Os experimentos sobre o uso dos efluentes do tratamento de esgoto contam também com o apoio da Copasa. Os estudos são realizados desde 2012, numa área de um hectare próximo à Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Companhia de Saneamento, em Janaúba. Na área, além do cultivo do abacaxi com o aproveitamento do lodo de esgoto, são feitos plantios de feijão, banana, milho e algodão com o uso do efluente sanitário para irrigar as lavouras.

Conforme explica o professor Silvânio Rodrigues, os plantios da área experimental são irrigados com a água do efluente da Estação de Tratamento de Esgoto e avaliando o desempenho das lavouras. “A água que sai da ETE, resultante do tratamento de esgoto, contém uma carga orgânica, concentrando elementos como nitrogênio, fósforo e potássio. São elementos muito importantes para as plantas”, afirma o pesquisador da Unimontes.

Ele destaca que os resultados das pesquisas sobre o aproveitamento dos efluentes do tratamento de esgoto sanitário na agricultura são altamente satisfatórios. “Os efluentes podem ser usados para irrigar e também para adubar as lavouras, sem comprometer o solo e sem degradar o meio ambiente”, observa o pesquisador.

Os bons resultados dos estudos sobre o uso dos efluentes na agricultura foram apresentados no XXV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem (Conird), realizado no Campus da Universidade Federal de Sergipe (UFS), em São Cristóvão (SE), no período de 8 a 13 de novembro.

Divulgação: Assessoria de Comunicação Social da Unimontes