Minas registra criação de 43.310 vagas em agosto, segundo maior desempenho no país
Setores de serviços e indústria lideraram a abertura de empregos com carteira assinada no estado
Publicado: 29/09/2021 16:59
Foto: Eugênio Sávio Foto: Eugênio Sávio

Minas Gerais manteve desempenho positivo na geração de postos de trabalho pelo oitavo mês consecutivo. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados nesta quarta-feira (29/9) pelo Ministério da Economia, no mês de agosto houve a criação de 43.310 empregos no estado, resultado da admissão de 196.801 trabalhadores e do desligamento de outros 153.491.

Esse foi o segundo maior saldo de vagas do país, atrás apenas de São Paulo (113.836). No acumulado do ano, Minas garantiu a geração de 261.586 empregos com carteira assinada.

O saldo de agosto foi superior ao registrado no mês imediatamente anterior, quando foram abertas 33.107 vagas. O valor também ficou acima do verificado em agosto do ano passado. Naquele momento, o estado registrava a abertura de 27.417 empregos. 

Setores

Por setor de atividade econômica, as áreas que mais abriram novos postos de trabalho em agosto foram Serviços (21.942), Indústria (9.534), Comércio (7.844) e Construção Civil (4.750). 

Segundo a diretora de Monitoramento e Articulação de Oportunidade de Trabalho da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedese), Amanda Siqueira Carvalho, os dados do Caged mostram um cenário otimista para Minas Gerais. "Foi o oitavo mês seguido de saldo líquido positivo de postos de trabalho. Além disso, a geração de mais de 200 mil postos de trabalho no acumulado do ano reflete o crescimento econômico do estado, sobretudo nos setores de Serviços e Indústria, responsáveis pelos maiores saldos no período", afirma.

 

*Conteúdo publicado pela Secretaria de Desenvolvimento Social