Governo de Minas é destaque na abertura de um dos maiores eventos sobre desenvolvimento econômico do mundo
Fórum do Conselho Internacional de Desenvolvimento Econômico (IEDC) debate sobre as tendências do desenvolvimento econômico, desafios e melhores práticas. A temática foi abordada por renomados convidados do cenário econômico mundial.
Publicado: 04/10/2021 15:42 | Atualizado: 05/10/2021 15:50
Foto: Divulgação Sede Foto: Divulgação Sede

O Governo de Minas Gerais foi um dos destaques da abertura da conferência anual do Conselho Internacional de Desenvolvimento Econômico (IEDC), realizada nesse domingo (3/10), na cidade de Nashville, no Tennessee (EUA) - um dos principais encontros de fomento no mundo. Ao lado de gestores de agências de várias regiões do mundo, o diretor-presidente do Indi, João Paulo Braga, detalhou o trabalho feito pelo Estado e os ótimos resultados obtidos até agora.

João Paulo Braga palestrou no primeiro painel do evento, destacando as tendências de desenvolvimento econômico, desafios e melhores práticas em transporte, tecnologia, turismo, artes e cultura. Em sua fala, o executivo mineiro destacou que a atual gestão provocou uma mudança de mentalidade sobre o papel de uma agência de promoção de investimento. “Antigamente, você procurava o investidor, solucionava problemas imediatos, garantia o financiamento e pronto. Hoje, isso mudou. Para ter os investimentos, você tem que entender toda a complexidade do negócio, e prover soluções mais amplas para aquele investimento se instalar no estado, muito além das demandas de curto prazo, e é o que o Indi está fazendo”, disse João Paulo Braga.

Inovação

Como exemplo do novo momento em Minas, o diretor-presidente destacou a plataforma Indi Maps, criada no ano passado pela Agência para fornecer dados ao investidor sobre imóveis públicos e privados disponíveis para comercialização em todo o território mineiro. A ferramenta ainda identifica uma série de potencialidades para todo tipo de empreendimento: de infraestrutura viária e de escoamento, até redes de apoio como educação, com matrículas por curso técnico ou superior de cada região, além de informações socioeconômicas e demográficas.

“Temos hoje uma plataforma onde todos os 853 municípios de Minas Gerais podem colocar informações para atrair investimentos. Assim, envolvemos os prefeitos e as organizações de desenvolvimento locais neste processo, trabalhando na mesma metodologia, aumentando a responsabilidade deles de fazer o investimento acontecer”, disse. 

Recorde em negócios

Os números comprovam o início da transformação do ambiente de negócios em Minas Gerais. Nos últimos 32 meses, foram atraídos R$ 136 bilhões em investimentos em todas as regiões mineiras, gerando emprego e renda. O estado mantém desempenho positivo na geração de postos de trabalho pelo oitavo mês consecutivo. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na última semana pelo Ministério da Economia, em agosto, foram criados 43.310 empregos em Minas.

Entre as personalidades que também falaram no mesmo painel estavam İsmail Erşahin, diretor executivo adjunto da Associação Mundial de Agências de Promoção de Investimentos (WAIPA); Karen Maguire, líder do Programa de Desenvolvimento Econômico e Emprego da OCDE; Regina Lai, diretora para as Américas do Conselho de Desenvolvimento Comercial de Hong Kong (HKTDC); e Vanessa Göschl, chefe do escritório europeu do Departamento de Comércio do Estado da Carolina do Norte (EUA).

Missão nos EUA

A participação do Indi na Conferência do IEDC faz parte de uma missão do governo de Minas aos EUA para construir parcerias e oportunidades para a atrair investimentos estrangeiros. Além de João Paulo Braga, compõem a comitiva o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico de Minas, Fernando Passalio; e o presidente da Codemge, Thiago Toscano e o gerente de Comunicação Social e Institucional da agência, Carlos Romualdo.

Na primeira etapa, a missão passou pelo estado da Flórida, onde o Indi assinou a adesão à Câmara Brasil-EUA de Comércio da Flórida (BACCF) e se reuniu com empresários americanos e brasileiros para debater oportunidades de negócios entre os dois estados. Após a participação no evento do IEDC, os gestores mineiros ainda seguem para a capital americana, Washington (DC), para uma série de encontros com executivos de empresas e representantes de organizações internacionais de fomento.

Sobre o IEDC

O Conselho de Desenvolvimento Econômico Internacional é uma organização sem fins lucrativos e apartidária que atende a organizações e agências de desenvolvimento econômico. É a maior organização desse tipo no mundo, com cerca de 5.000 integrantes, incluindo governos locais, estaduais, provinciais e federais, parcerias público-privadas, câmaras de comércio, universidades e uma variedade de outras instituições. O objetivo final dos membros é a criação de empregos de alta qualidade, o desenvolvimento de comunidades vibrantes e a melhoria da qualidade de vida em suas regiões.