Governo de Minas fomenta políticas de exportações de carne suína no estado
Seminário de Promoção de Exportações do Setor de Suínos de Minas Gerais foi realizado, nos dias 27 de outubro, 3, 12 e 17 de novembro, em parceria entre Sede e Seapa
Publicado: 19/11/2021 14:29
Foto: AdobeStock Foto: AdobeStock

O governo de Minas, por meio da parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede) e Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), formenta a promoção de exportações da agroindústria no estado, investindo nas potencialidades das empresas mineiras de carne suína. A realização do “Seminário de Promoção de Exportações do Setor de Suínos de Minas Gerais”, evento online que aconteceu nos dias, 27 de outubro, 3, 12 e 17 de novembro deste ano, comprova a execução dessas políticas públicas que insere Minas como o 5º estado exportador de carne suína no Brasil.

Potencial de Minas

“Minas Gerais é um dos principais produtores de carne suína, ao mesmo tempo, ainda mantém tímidas as exportações do produto quando comparadas com outros estados da região Sul do Brasil. Sendo assim, a Diretoria de Promoção de Exportações (Dipex), no âmbito da parceria com a Seapa, entende a importância de trabalhar com esse setor para incrementar as exportações e diversificar o destinos de exportações para o conjunto de carne suína, incluindo produtos embutidos, e acima de tudo, agregar valor à pauta exportadora agroindustrial do Estado”, esclarece o diretor de Promoção de Exportações, Marcello Faria.

Capacitação virtual

Durante o encontro virtual, que contou contou com painéis de análises de potencialidades vislumbrando o mercado  de exportação para a África do Sul, Argentina e Singapura, bem como a possibilidade de intensificação comercial para a exportação de produtos suínos, houve ainda capacitação virtual voltada às empresas mineiras deste setor, políticas de exportação aos mercados consumidores de carnes suínas destacados, além de repasse de informações importantes e estratégicas para o início do processo de exportação.

O seminário virtual contou com cerca de 60 empresas participantes, que tiveram acompanhamento qualificado da Superintendência de Atração de Investimentos e Estímulo às Exportações da Sede, por meio da Dipex, em parceria com a Seapa, para alcançar ou expandir suas exportações para a Argentina, África do Sul e Singapura. Os painéis temáticos funcionaram como capacitação virtual, uma vez que especialistas de inteligência de mercado apresentaram os aspectos do mercado de carnes suínas em cada país, benefícios e vantagens competitivas, alcance mercadológico e procedimentos técnicos para exportação.

Apoios importantes

Importante destacar que os painéis com análises de potencialidades de mercado contaram ainda com o apoio da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e de parceiros, como BDMG, Banco do Brasil, Embaixada do Brasil em Buenos Aires e Adidância Agrícola do Brasil na Argentina, Embaixada do Brasil em Pretória e Adidância agrícola do Brasil na África do Sul, Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Câmara de Comércio Brasil - África do Sul, Embaixada do Brasil em Singapura e a Adidância Agrícola do Brasil em Singapura, Associação dos Suinocultores de Minas Gerais (Asemg); com a Associação de Frigoríficos de Minas Gerais,  Espírito Santo Santo e Distrito Federal (Afrig), Sindicato Intermunicipal das Indústrias de Carnes e Derivados de Minas Gerais (Sinduscarne).

Panorama em ascenção

As exportações mineiras de carne suína somaram US $33,9 milhões em 2020. Em dezembro do mesmo ano, 2o número de certificados sanitários emitidos para produtos de origem animal aumentou 27% em comparação a dezembro de 2019. Em 2020, também foram emitidos 429.306 certificados sanitários, um aumento de 18% em relação ao ano de 2019. Em relação às exportações de carnes suínas para Argentina, África do Sul e Singapura,  em 2020, passaram de US $10,9 milhões e o panorama demonstra tendência de crescimento.