Governador participa da cerimônia da 11ª edição do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor
Cataguases, Chapada Gaúcha, Conselheiro Pena, Couto de Magalhães de Minas, Divinópolis, Guimarânia, Paracatu e Uberaba foram os municípios vencedores
Publicado: 02/05/2022 17:14
Foto: Dirceu Aurélio / Imprensa MG Foto: Dirceu Aurélio / Imprensa MG

O governador Romeu Zema participou, nesta sexta-feira (29/4), na sede do Sebrae Minas, em Belo Horizonte, da cerimônia de premiação do XI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Juscelino Kubistchek. A premiação é um programa da instituição de reconhecimento aos prefeitos que implantaram projetos com resultados comprovados de estímulo ao surgimento e ao desenvolvimento de pequenos negócios e à modernização da gestão pública.

Cataguases, Chapada Gaúcha, Conselheiro Pena, Couto de Magalhães de Minas, Divinópolis, Guimarânia, Paracatu e Uberaba foram os municípios vencedores do XI Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor. A evento reuniu cerca de 200 convidados, entre prefeitos das 29 cidades finalistas da competição, secretários, lideranças e autoridades municipais e estaduais.

Segundo o Sebrae Minas, a 11ª edição do Prêmio recebeu a inscrição de 209 projetos, de 153 municípios. Na fase final, disputaram 32 trabalhos, de 29 cidades. Os oito vencedores foram: Divinópolis, na categoria Cidade Empreendedora – Região Sudeste; Conselheiro Pena (Compras Governamentais); Cataguases (Desburocratização); Chapada Gaúcha (Empreendedorismo na Escola); Guimarânia (Governança Regional e Cooperação Intermunicipal); Uberaba (Inovação e Sustentabilidade); Paracatu (Cidade Criativa e Empreendedora) e Couto de Magalhães de Minas (Conceito, Serviços e Gestão Empresarial).

Durante discurso, Zema enalteceu a iniciativa do Sebrae e afirmou que a premiação simboliza o maior desejo da sua gestão: mais empreendedorismo, inovação e boas práticas. “Este evento faz parte do meu sonho como gestor público. O meu sonho é que Minas se desenvolva. É conseguir gerar um emprego digno para cada mineiro”, afirmou.

Desburocratização

Aos prefeitos presentes, o governador lembrou que para incentivar negócios locais é preciso desburocratizar. “O Estado fez sua parte e, desde o início do Minas Livre Para Crescer, mais de 560 normas foram revogadas”, explicou. De acordo com premissas do programa, extinguir a rigidez de normas desnecessárias e prejudiciais ao empreendedor é um passo importante rumo à liberdade econômica.


Outro progresso da atual gestão é a inserção de 701 atividades que não necessitam de alvará e exigências normativas, o que contribui para o incentivo ao empreendedorismo e o resgate da confiança do investidor no estado.

Estradas

O chefe do Executivo estadual também lembrou do lançamento do maior pacote de obras rodoviárias da última década. Com mais de R$ 2 bilhões em investimentos, o Provias vai requalificar trechos da malha mineira com obras de pavimentação, construção de pontes e recuperação funcional das rodovias.  

“Por meio desse programa, o mineiro terá oportunidade de viajar com segurança e o empreendedor escoar a produção”, afirmou.

Qualificação

Já no final de seu pronunciamento, o governador abordou a importância da mão de obra qualificada que, segundo ele, deve ser uma das premissas para o desenvolvimento do estado. Zema lembrou que o Governo de Minas lançou a segunda edição do Trilhas de Futuro, que oferece cursos técnicos gratuitos a estudantes do ensino médio e jovens que já concluíram essa etapa de ensino.

A primeira edição do Trilhas de Futuro, lançada no ano passado, disponibilizou 75 mil vagas. Já a segunda oferecerá um total de 40 mil. “Estamos caminhando para dar aos jovens de Minas uma formação melhor por meio desses cursos técnicos”, finalizou.