Vale do Aço registra saldo positivo na balança comercial em 2021
O valor da produção exportada foi maior do que o dos produtos importados pela região
Publicado: 10/05/2022 13:06
Foto: Divulgação/Sede Foto: Divulgação/Sede

Os municípios que compõem a Região Metropolitana e o Colar Metropolitano do Vale do Aço registraram saldo positivo na balança comercial no ano de 2021. O valor da produção exportada foi maior do que o valor dos produtos importados pela região. O superávit registrado foi de US$ 564,00 milhões. Os dados foram elaborados pela Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA) e compilados no Boletim Vale do Aço – Comex 2021.

O boletim propicia uma visão geral a respeito da movimentação comercial no Brasil, em Minas Gerais e específica dos municípios do Vale do Aço. As informações são apresentadas por valor em dólar e em quilo, sendo detalhado por país de origem e destino e por produto. A assessora técnica especializada em Desenvolvimento Econômico da ARMVA, Fabiana Silva, destaca as principais movimentações identificadas na região.

“Os dados da balança comercial de 2021 mostram que, dos 28 municípios da RMVA, oito comercializam para fora do Brasil. O destaque é para o município de Belo Oriente, responsável por 60,25% das exportações regionais. Já a evidência na importação é para Ipatinga, que importou 86,69% do total da região, em 2021. Os principais produtos exportados pela região foram: pastas químicas de madeira, produtos laminados e café. Entre os produtos importados,  semimanufaturados de ferro, coques e semicoques de hulha. Os Estados Unidos foram o principal país tanto na exportação quanto importação”, informa Fabiana.

Desenvolvimento de políticas públicas

Para a assessora técnica, o Boletim Vale do Aço – Comex 2021 e os demais materiais com dados econômicos do Vale do Aço são de grande relevância para o desenvolvimento de políticas públicas e a tomada de decisões comerciais, de acordo com a realidade da região.

“A ARMVA tem como competência a produção e disseminação de dados e informações sobre toda a região metropolitana, como definido na Lei Complementar nº122, de 4 de janeiro de 2012. Assim, desde 2019, a ARMVA vem construído conteúdos para evidenciar dados e informações regionais. Nesse sentido, os dados de comércio exterior corroboram para a construção desse cenário de informações regionais. A divulgação do boletim possibilita o conhecimento e a análise do comportamento da balança comercial regional, além de constituir um instrumento básico para tomada de decisão tanto pelo setor público quanto privado”, avalia Fabiana.

O acesso ao boletim na íntegra pode ser feito pelo site, além disso, confira os conteúdos complementares pelas redes sociais: @agenciavaledoaco.