Demoday encerra a 5ª rodada de aceleração do Seed
Secretário da Sedectes, Vitor de Mendonça, anunciou a permanência de um dos maiores programas públicos de aceleração de startups do país
Publicado: 31/01/2019 14:26 | Atualizado: 01/03/2019 15:16
Alexandre Landim/ACSSedectes Alexandre Landim/ACSSedectes

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sedectes), realizou, na noite de ontem (30/01), o Demoday do Seed. No Auditório JK - Cidade Administrativa, cerca de 500 pessoas - dentre elas empreendedores, autoridades, investidores e membros do ecossistema de tecnologia e inovação celebraram o encerramento das atividades de um dos maiores programas públicos de aceleração de startups da América Latina.

Os resultados de 2018 e do montante de cinco anos de aceleração do programa fizeram o secretário da Sedectes, Vitor de Mendonça, garantir que o Seed vai permanecer nesta gestão. “Nosso Governo, falo nosso porque é de todos nós, acredita na plataforma de inovação, ciência e tecnologia em prol do nosso estado. Isso me deixa muito satisfeito em saber da valorização do trabalho que iremos desenvolver em nossa secretaria para recuperar a economia do nosso Estado”, afirmou Vitor. Para o secretário, simplificar e desburocratizar os processos é uma das estratégias para a aceleração do estado, o que beneficia o empreendedorismo.

A decisão de manter o programa em atividade foi fortalecida pelos resultados da última aceleração. Ao todo, 22.552 pessoas foram impactadas em todo o estado, por meio de 853 atividades realizadas em 2.030 horas. No montante, as startups passaram por 720 horas de checkpoint, 146 horas de mentorias, 33 horas de workshops, seis bancas e somaram um faturamento de R$ 5.032.358,27. “Agradeço a vocês por fazerem a inovação acontecer no nosso estado. Vamos fazer de Minas um estado focado na política da inovação com um ecossistema forte e a gente trabalhando juntos”, afirma o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Victor Becho.

Durante o Demoday, a equipe Seed anunciou o lançamento do documentário da 5ª rodada. O material conta a jornada dos empreendedores nos seis últimos meses de programa, os desafios e habilidades desenvolvidas. Além disso, haverá ainda o lançamento do Playbook Seed, um guia prático que compartilha a forma com que o programa acelera startups e fomenta ecossistemas. Os materiais são inéditos e ficarão disponíveis para o público a partir da próxima segunda-feira (4/2).

O programa conta com uma equipe de agentes de aceleração formada pelo próprio Seed, que acompanha os empreendedores semanalmente e os ajuda no desenvolvimento do negócio. Oferece diversas atividades como bancas de avaliação, workshops, mentorias com profissionais experientes, visitas a startups de sucesso, palestras e eventos. “A quinta rodada foi a consolidação da metodologia de aceleração que o programa foi desenvolvendo ao longo do tempo. Fizemos um processo visando profundidade técnica, engajamento e conexão com o ecossistema. Termino a rodada muito satisfeito com o resultado e certo da evolução contínua do Seed”, diz Daniel Oliveira, coordenador do programa.

 

Sobre o Seed

O Seed é um dos maiores agentes de fomento do ecossistema de empreendedorismo e inovação brasileiro. Sua principal iniciativa é o programa de aceleração de startups para empreendedores do mundo todo que queiram desenvolver seus negócios de base tecnológica em Minas Gerais. O programa é uma experiência única com foco em desenvolvimento das startups e transferência de conhecimento, além de um ambiente fértil para a troca de experiências entre os empreendedores da rodada e o ecossistema. É viabilizado por meio de um convênio com a UFMG e financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig).

Lançado em 2013, o Seed já promoveu cinco rodadas de aceleração, todos com a elegibilidade de pessoas físicas e não apenas de startups já cadastradas como pessoa jurídica. O programa atingiu a marca de  6.481 inscrições, e contou com a participação de 192 startups, sendo 155 brasileiras e 37 estrangeiras, de 26 nacionalidades, total de 490 empreendedores.  

O Seed funciona como um espaço de coworking no Hub, localizado no edifício Rainha da Sucata, na Praça da Liberdade.