Equipe de governo da Sectes recebe gestores dos Polos de Excelência
Equipe de governo da Sectes recebe gestores dos Polos de Excelência
Publicado: 11/03/2015 14:28 | Atualizado: 24/03/2015 15:27
Reunião Polos de Excelência Reunião Polos de Excelência

Foi realizado no dia 04 de março, na Cidade Administrativa, o encontro de apresentação dos Polos de Excelência, vinculados a Subsecretaria de Tecnologia e Inovação. O objetivo foi apresentar o trabalho de cada Polo ao secretário-adjunto, Vinícius Rezende, o subsecretário de Inovação, Leonardo Dias, e demais integrantes da equipe de governo. A iniciativa faz parte do trabalho de revisão dos projetos da Sectes pela nova equipe de governo. Atualmente a Secretaria possui cinco Polos de Excelência; Café, Leite e Derivados, Florestas, Genética Bovina e Inovação.

Os Polos de Excelência têm como objetivo integrar as competências institucionais existentes nas áreas de geração de conhecimento, tecnologia e inovação, formação de recursos humanos e prestação de serviços especializados, tais como; inteligência competitiva, certificação, rastreabilidade, design, análises laboratoriais e consultorias, visando a promoção do desenvolvimento sustentável de setores estratégicos.

“Vamos manter os projetos da Sectes extraindo o melhor de cada um. São projetos importantes que seguem as vertentes; sociais, econômicas e ambientais”, disse o secretário-adjunto Vinícius Rezende. Já o subsecretário de Inovação adiantou que deverá colocar um responsável por cada Polo na Sectes para a troca de informações e resultados.

Polo de Excelência do Leite e Derivados

O Polo de Excelência do Leite e Derivados atua como um mecanismo de gestão, unindo instituições de ensino, pesquisa e extensão a aglomerados de empresas do agronegócio do leite, e a projetos de inovação tecnológica universidade-empresa, estimulados por agentes do governo. O Polo integra  as competências institucionais para induzir o processo de excelência no desenvolvimento sustentável do agronegócio do leite. Alguns dos impactos sócioeconômicos importantes, como a geração de empregos qualificados, associados com atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação,  formação de recursos humanos e serviços especializados.                                                                                                            

Polo de Excelência do Café

O Polo de Excelência busca promover as condições necessárias para consolidar a liderança de Minas no desenvolvimento sustentável do agronegócio do café, por meio da integração de instituições e recursos, fortalecendo o desenvolvimento da pesquisa, a capacidade de inovação e agregação de valor. O projeto reúne competências institucionais necessárias para pesquisa, desenvolvimento e inovação; treinamento de recursos humanos; prestação de serviços especializados (inteligência competitiva, certificações, rastreabilidade, design, análises laboratoriais e consultorias); criação de ambientes de negócios com densidade tecnológica e alto valor agregado e programas de desenvolvimento sustentável.

Polo de Excelência de Genética Bovina

O Polo de Excelência em Genética Bovina atua no fortalecimento de  Minas Gerais como centro de referência e difusão de genética bovina, através da promoção da inovação tecnológica e de novas oportunidades para o desenvolvimento da genética animal.

Polo de Inovação

O Polo de Inovação tem como principal objetivo reunir a massa crítica de pesquisadores, universidades, centros de pesquisa, órgãos de desenvolvimento e entidades empresariais focados no desenvolvimento da cadeia produtiva. Ele também é responsável por promover condições para criação e atração de novos negócios para os diferentes elos da cadeia produtiva de forma a propiciar o desenvolvimento.

Polo de Excelência em Florestas

O Polo atua na otimização das potencialidades de desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação, advindos da existência de competências instaladas no Estado. Busca o aproveitamento da sinergia resultante do polo para estabelecer novos negócios; e utilização da sinergia para implementar programas locais e regionais de desenvolvimento sustentável dos setores de produção e de transformação do setor de base florestal.