Governo de Minas monta agenda de cooperação com a Silésia
Delegação polonesa esteve no estado para conhecer projetos nas áreas de mineração e tecnologia
Publicado: 28/06/2019 15:48 | Atualizado: 11/07/2019 16:43
Divulgação/Sedectes Divulgação/Sedectes

Após seis dias de imersão nos projetos do Governo de Minas Gerais, a delegação da Silésia se despede de terras mineiras. A visita dos poloneses faz parte do Programa Internacional de Cooperação Urbana: Cidades e Regiões Sustentáveis e Inovadoras (IUC), que busca compartilhar soluções para problemas comuns. Recebida pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Vitor de Mendonça, na manhã desta sexta-feira (28/06), a comitiva da Silésia montou uma agenda de cooperação com a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sede).

A vinda para Minas Gerais proporcionou aos poleneses conhecerem instituições e programas para mapearem as sinergias e traçarem um plano de ação entre as duas regiões. Em sequência, foi desenvolvido um plano piloto de cooperação que conduzirá as novas oportunidades comerciais conjuntas, contemplando as áreas de mineração, energia, inovação, ciências da vida e economia criativa.

Devido a semelhança entre as duas regiões, a Silésia propôs cooperação com o setor energético, incluindo energias renováveis; Produção e processamento de materiais; e Ecossistema regional de inovação, tecnologia e desenvolvimento. “Estamos muito interessados em tudo que foi apresentado nestes dias aqui no Brasil, não somente com a mineração, que tem destaque na região. Estamos buscando integrar todos os atores para ter resultados em inovação”, afirmou o vice-marshal da Silesian Voivodeship, Wojciech Kałuża.

Para Vitor de Mendonça, a semelhança entre as duas regiões estreitou o relacionamento e proporcionou o interesse em parcerias. “O Governo de Minas se destaca em todo o país devido a forma disruptiva de governar. Temos o compromisso de, além de dar certo, ser referência em gestão. Estamos dispostos a fazer com que esta parceria com a Silésia dê resultado”, explica o secretário da Sede, ressaltando que, para isso, está aberto para parcerias.

O Programa IUC

O Programa Internacional de Cooperação Urbana (IUC) tem como objetivo apoiar cidades em diferentes regiões do mundo para conectar e compartilhar soluções para problemas comuns em relação ao desenvolvimento urbano sustentável e da luta contra as Mudanças Climáticas. A iniciativa comunitária está baseada em três áreas principais: a cooperação entre cidades que proporcionará uma plataforma para o intercâmbio de conhecimentos e melhores práticas em desenvolvimento urbano; o estabelecimento de uma aliança global de prefeitos para o Clima e a Energia; e, para a América Latina, um programa de intercâmbio entre regiões para estimular o desenvolvimento econômico por meio inovação, competitividade e especialização inteligente.

Para a região da América Latina e Caribe, o IUC-LAC, o programa, com três anos de duração, tem previsto um orçamento de aproximadamente 5 milhões de euros e prevê a participação de 20 cidades da Argentina, Brasil, Colômbia, Chile e Peru, para colaborações com seus homólogos europeus. O Pacto Global dos Prefeitos para o Clima e Energia será estabelecido em 20 países da região.