Idene estimula os pequenos negócios a participarem de feiras tradicionais
Com foco em desenvolvimento, novo modelo profissionaliza a gestão e movimenta as economias locais
Publicado: 22/08/2019 10:11 | Atualizado: 22/08/2019 10:12
Estande do Idene na Expomontes - Crédito: Divulgação/Idene Estande do Idene na Expomontes - Crédito: Divulgação/Idene

Os pequenos negócios dos municípios da área do Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene) estão recebendo apoio do Governo do Estado para mostrar e comercializar produtos ou serviços em feiras tradicionais das regiões. Ao invés de disponibilizar recursos para o patrocínio dos eventos, o Idene passou a adquirir espaços e, por meio de editais públicos, seleciona interessados em ocupá-los sem nenhum custo. Neste trabalho, o instituto conta com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede), por meio da Subsecretaria de Desenvolvimento Regional.

O primeiro evento que seguiu essa linha foi a 45ª Exposição Agropecuária de Montes Claros (Expomontes), que ocorreu de 27 de junho a 7 de julho, considerada a mais significativa no Norte de Minas. Após rigorosa seleção, o Idene conseguiu levar 16 produtores de Queijo Minas Artesanal para o seu estande. A participação foi considerada sucesso de público e houve expressiva comercialização dos queijos. Para este trabalho, o instituto recebeu o apoio técnico do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater).

“Na Expomontes, que atraiu mais de 300 mil pessoas em 2019, por exemplo, houve um entusiasmo com a iniciativa do Idene em abrir o seu espaço para os fabricantes do Queijo Minas Artesanal. Assim, produtores de diversas regiões do Idene estão aperfeiçoando as suas práticas para valorização do produto. Isso é muito positivo para a economia num momento em que o queijo mineiro ganha mais prestígio a cada dia”, afirma o diretor-geral do instituto, Nilson Borges.

Exponor 2019 – Teófilo Otoni

Nessa quinta-feira (22/8) será aberta a Exponor 2019, em Teófilo Otoni (Vale do Mucuri), maior mostra empresarial da região. Para os três dias de evento, que termina no domingo (25/8), o Idene selecionou por edital de chamamento público oito pequenos negócios. No estande haverá produtos de agricultores familiares e a expectativa de público chega a 24 mil pessoas para os três dias.

Fenics 2019 – Montes Claros

A Feira Nacional da Indústria, Comércio e Serviços (Fenics), realizada em Montes Claros (Norte de Minas), tem o Idene como um dos principais parceiros. Ao todo, o instituto negociou mais de 360 metros quadrados divididos para dois editais de chamamento público. O primeiro será destinado a microempresas, empresas de pequeno porte, microempreendedores individuais, agroindústrias familiares e ao rico artesanato do Norte e Nordeste de Minas, por meio de associações e cooperativas. Serão contemplados 40 empreendedores individuais e ou coletivos.

No segundo edital, o espaço vai atrair microempresas, empresas de pequeno porte, microempreendedores individuais que se enquadrarem como potenciais prestadores de serviço e fornecedores de equipamentos do segmento de geração distribuída de energia solar fotovoltaica, que tenham sede no Norte e Nordeste de Minas. Para este estande serão selecionados 13 interessados que cumpram as exigências nos editais (clique aqui para acessar os editais).

Atrações à parte

Dentro da Fenics 2019, dois eventos paralelos, com a participação do Idene, chamam a atenção de empresários e especialistas: o “Encontro Multimodal de Transportes – Norte de Minas” e o “Seminário: Tendências e Oportunidades do Segmento de Energia Solar Fotovoltaica”. Os dois temas estão sendo amplamente discutidos pelo Governo do Estado.. A intenção é trazer parte dos recursos previstos no Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE) para essas áreas em Minas Gerais.

O Idene tem uma área de abrangência de 258 municípios, sendo a maioria deles nas regiões Norte e Nordeste de Minas Gerais, enquanto a área mineira da Sudene contempla 168 municípios do semiárido, entre eles Montes Claros.