Encontro discute crise hídrica na Região Metropolitana de Belo Horizonte
Encontro discute crise hídrica na Região Metropolitana de Belo Horizonte
Publicado: 12/03/2015 15:08 | Atualizado: 24/03/2015 11:36

O secretário-adjunto, Vinicius Rezende, acompanhado do subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Dias, participou no dia 09 de março da reunião de trabalho da força-tarefa de recursos Hídricos.  A reunião foi pautada pelo relatório do Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), que comprova o estado de escassez hídrica na Região Metropolitana de Belo Horizonte. 

O documento baseou-se nos levantamentos que apontam condições desfavoráveis dos reservatórios Sistema Paraopeba, Rio Manso, Vargem das Flores e Serra Azul.  Mesmo com chuva intensa de fevereiro que influenciou no aumento do volume pluviométrico, a bacia do Rio Manso, maior reservatório de abastecimento da Grande BH, continua abaixo da média.

A força-tarefa composta por 12 órgãos e entidades, entre eles a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), Copasa e Instituto Mineiro de Gestão das Águas (Igam), estuda alguns modelos de racionamento que poderão ser adotados. Dentre os modelos de racionamento estão o rodízio, a redução da vazão, o manejo interno do fluxo e a alternância dos dias de abastecimento por região. Além disso, a sobretaxa para o consumo excessivo pode entrar em vigor. O secretário estadual de Planejamento Helvécio Magalhães, coordenador da força-tarefa, afirmou que as medidas podem começar a ser adotadas já em maio.

Força-tarefa

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, elaborou decreto criando a força-tarefa para gerir o abastecimento de água no Estado. O texto foi publicado no dia 28/01, no Diário Oficial – Jornal Minas Gerais. A medida se baseia nos dados do relatório “Panorama Atual do Abastecimento de Água”, elaborado pela Copasa, que apontam como crítica a situação do abastecimento de água potável, especialmente na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). O grupo é coordenado pela Seplag. Os trabalhos são articulados com o Conselho Estadual de Recursos Hídricos.