Minas Gerais lidera geração de empregos no país em outubro
Resultado mineiro é o melhor do estado nesse mês desde 2010, quando foram criadas 14.516 novas vagas
Publicado: 21/11/2019 20:10 | Atualizado: 27/11/2019 14:36
Divulgação Divulgação

Minas Gerais foi o estado que mais gerou empregos no Brasil no mês de outubro, com a registro de 12.282 novas vagas formais, segundo balanço divulgado nesta quinta-feira (21/11) pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia. No total de 2019 acumulado até outubro, o estado alcançou saldo positivo de 124.180 postos de trabalho.

O resultado em outubro é o melhor de Minas nesse mês desde 2010, quando foram criadas 14.516 novas vagas. 

Em uma comparação nacional, no país inteiro foram criadas 70.852 mil vagas de emprego em outubro, sendo que Minas Gerais foi responsável por 17,3% de todos os novos postos de trabalho com carteira assinada do Brasil nesse mês.

Entre os principais setores que alavancaram o emprego no estado em outubro, o comércio lidera a lista, com saldo positivo de 6.153 vagas, seguido pela área de serviços, com saldo final de 5.697 novos trabalhadores. Em seguida aparecem a construção civil, responsável por 2.997 admissões, e a indústria, que teve saldo positivo de 1.882 postos.

Para o secretário-adjunto de Desenvolvimento Econômico, Adriano Magalhães, os resultados positivos na geração de empregos são fruto do trabalho integrado do governo e da confiança que a gestão do governador Romeu Zema tem mostrado aos empresários. 

“A expectativa é a de que os números continuem crescendo até o final do ano. A meta é gerar 600 mil postos de trabalho até 2022. Isso mostra o reconhecimento do mercado, do setor produtivo e a confiança no governo de Minas, no trabalho que tem sido feito. E, com isso, o Estado alavanca ainda mais investimentos”, disse Magalhães.

Investimentos

O resultado animador na geração de empregos em Minas Gerais reflete a política do governador Romeu Zema em atrair investimentos robustos para o Estado. Até o momento, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico conquistou R$ 24,2 bilhões em investimentos, resultado das ações da Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi).

Foram 44 protocolos assinados apenas neste ano, com destaque para os investimentos em energia e mineração. Em um comparativo de volume de investimentos, nos últimos quatro anos, a soma de todos os valores atraídos pelo Estado foi da ordem de R$ 28,2 bilhões.